Regulamentação de produtos orgânicos pode ampliar vendas, defende especialista

 

São Paulo - As empresas, cooperativas e certificadoras de produção orgânica que atuam no Brasil esperam que a definição da rotulagem dos produtos ajude a orientar o consumidor na hora da compra e que isso contribua para aumentar as vendas, como ocorreu na Europa, nos anos de 1990.

Em entrevista à Agência Brasil, o diretor da certificadora Instituto Biodinâmico, também presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtora de Agricultura Orgânica, José Pedro Santiago, disse que é “fato conhecido que logo em seguida à adoção de legislações nacionais, as vendas de orgânicos deram um salto nos respectivos países”.

Segundo dados da Câmara de Comércio Exterior (Camex), as exportações brasileiras de orgânicos chegaram a US$ 5,5 milhões de agosto de 2006 a janeiro de 2007. Segundo a Associação de Comércio Orgânico (OTA, sigla em inglês), no mesmo ano, os Estados Unidos faturaram US$ 17 bilhões, e a Europa, US$ 15 bilhões. De acordo com o Instituto de Pesquisa de Agricultura Orgânica (FIBL, sigla em alemão), em 2004 o consumo anual per capita de produtos orgânicos em euros foi estimado em € 97 para os suíços, € 35 para os norte-americanos e apenas 1 € para os brasileiros, por exemplo.

O principal relatório do setor, O Mundo da Agricultura Orgânica 2007 (The World of Organic Agriculture 2007), feito pela Federação Internacional dos Movimentos de Agricultura Orgânica (Ifoam, sigla em inglês) registra que o “Brasil é provavelmente um exemplo isolado de apoio para a agricultura orgânica em nível nacional, com uma junção de esforços dos ministérios do Desenvolvimento Social, Agricultura e Meio Ambiente, com compreensão das vantagens ecológicas e sociais da produção orgânica”. O relatório destaca o desenvolvimento do plano de apoio técnico e financeiro à agricultura familiar, caracterizada pela produção de produtos orgânicos.

Fonte:Agência Brasil por Paulo Montoia em 24 de Novembro de 2007 - 15h25


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+