Agricultores comprovam na Agrotins viabilidade do plantio orgânico

Créditos: DivulgaçãoA vitrine de orgânicos é um dos principais atrativos da nona edição da Agrotins, que apresenta diariamente técnicas variadas, sem adição de químicos, para fertilização e manutenção de culturas. O local possui cinco mil metros quadrados dedicados ao plantio de flores tropicais, mandioca consorciada com grãos, frutíferas, hortaliças e adubos verdes.

Entre as novidades destacam-se os biofertilizantes preparados à base de leite, esterco e melaço. A Agrotins, que é uma iniciativa do governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Tocantins (Seagro), iniciou no último dia 5 e finaliza no próximo dia 9.

Técnicos demonstram a eficácia de defensivos caseiros no controle de pragas e doenças. Para a gerente de Olericultura da Seagro, Marfa Silingowschi, esses métodos de fácil fabricação são importantes na transição da forma tradicional de plantio para o orgânico. "Apenas duas aplicações de biofertilizantes no cultivo de mandioca da vitrine, foram suficientes para suprir deficiência de zinco", reforça acrescentando que os produtores ficam admirados com a qualidade das culturas.

A agricultora do Projeto de Assentamento Barra Bonita, município de Araguaína, Francilda L. Amorin de Jesus, insatisfeita com o seu plantio, relata que a produção no momento destina-se apenas ao consumo. "As hortaliças não crescem. Aplicamos o veneno, mas não foi o suficiente para combater as pragas e doenças. Por essa razão não conseguimos comercializar nada", desabafa. Interessada no cultivo sem químico, Francilda é uma das pessoas que observaram nesses dois dias de evento a viabilidade da produção orgânica.

Maria de Fátima Lopes, membro do assentamento Barra Bonita, conta os resultados positivos da utilização de defensivos naturais no plantio. "Aprendi que o sabão misturado com o leite é bom para eliminar fungos. Graças a essa mistura, hoje comercializo com freqüência maxixe, jiló e couve na feira. E o jiló da minha propriedade é o favorito", reforça.

CERTIFICAÇÃO

Presente na Agrotins, O IBD Certificações é responsável por boa parte das emissões de selos de origem orgânica no Brasil. O responsável pelo Programa de Insumos, Álvaro Garcia, e o gerente comercial Tom Vidal, ambos do IBD, explicam que o processo de certificação é vantajoso para a agricultura empresarial e acessível para a produção familiar. Os representantes do IBD ainda citam que o Tocantins tem um grande potencial para a produção orgânica, pois não há histórico de uso intensivo de agrotóxicos.

FONTE

Governo do Tocantins
Aline de Sousa Brito - Jornalista
Links referenciados
Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Tocantins
seagro.to.gov.br

Governo do Tocantins
www.to.gov.br

IBD Certificações
www.ibd.com.br

Agrotins
seagro.to.gov.br/conteudo.php?id=36

Seagro
seagro.to.gov.br

 


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+