Açúcar responde por dois terços do valor registrado de exportações de orgânicos

Brasília - O açúcar responde por dois terços das exportações brasileiras de produtos orgânicos, segundo estatísticas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Dos US$ 5,56 milhões embarcados para o exterior entre agosto de 2006 e janeiro deste ano, US$ 3,75 milhões (67,5%) referem-se às vendas de açúcar. Em segundo lugar está a manteiga, com 7,9% das exportações de orgânicos. Os valores foram divulgados esta semana pela Câmara de Comércio Exterior (Camex) do ministério.

As exportações de orgânicos começaram a ser monitoradas pela Camex em meados do ano passado. Essa primeira série de seis meses mostra uma pauta diversifica, mas bastante pulverizada. Café não torrado é o terceiro item mais vendido no exterior, responsável por 6,8% das exportações. Na seqüência aparecem cacau em pó (3,4%), mangas frescas ou refrigeradas (3,3%) e cogumelos (2,7%). A lista de produtos inclui, ainda, tapioca, farinha de soja, óleo de soja, flocos de cereais, abacaxi, banana, coco e outros.

Um dos objetivos do governo brasileiro – por meio da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), ligada ao ministério – é mudar a imagem do país, para que passe de provedor de ingredientes a fornecedor de produtos finalizados como biscoitos, sucos, geléias e até cosméticos.

Segundo dados da Apex, o mercado internacional absorve atualmente 70% da produção brasileira de orgânicos. Os Estados Unidos, principal parceiro comercial brasileiro, consumiram, de agosto de 2006 a janeiro deste ano, 41,2% das exportações, equivalentes a US$ 2,28 milhões. O segundo destino dos produtos orgânicos brasileiros foi a Holanda – para lá seguiram 29,5% das vendas (US$ 1,63 milhões).

O Canadá aparece como trceiro maior comprador, responsável por 9,9% do total de embarques no período, seguido de Japão (9%), Reino Unido (4%), França (4%) e Itália (1,1%). O Brasil também exporta orgânicos para Suécia, Dinamarca, Austrália, Coréia do Sul, Nova Zelândia, Tailândia e Hong Kong.

O Brasil participou da maior feira internacional de produtos orgânicos, a BioFach, realizada em fevereiro na Alemanha, com um estande de 445 metros quadrados. Ofereceu desde produtos tradicionais, como o café e a cachaça, até barrinhas de frutas tropicais, açaí, mel, própolis, conservas, destilado de mandioca, castanhas de caju e do Brasil, roupas de algodão e cosméticos. De acordo com o Apex-Brasil, no evento foram fechados negócios da ordem de US$ 850 mil e a perspectiva é de fechamento de outros US$ 17 milhões em vendas nos próximos 12 meses.

Fonte:Agência Brasil por Mylena Fiori em 0 4 de Março de 2007 - 17h23m

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se