Japão identifica milho proibido no mercado AP/Dow Jones, de Tóquio

O Ministério da Saúde do Japão confirmou ontem que o milho transgênico StarLink, desenvolvido pela Aventis, foi identificado na composição de alimentos processados no país.

Por conter uma proteína mais difícil de ser quebrada pelo aparelho digestivo que o normal, o StarLink é proibido para consumo humano mesmo nos Estados Unidos, mercado mais aberto aos transgênicos no mundo.

De acordo com o ministério japonês, de uma carga de 38 mil toneladas de milho importada dos EUA, cerca de 28 mil toneladas estavam misturadas com StarLink. Destas, 17 mil foram destinadas à produção de cerveja, xaropes e outros alimentos. A maior parte da cerveja com StarLink já foi consumida. 

Cerca de 250 toneladas de milho foram vendidas a 60 companhias de alimentos e já foram utilizadas

Valor, Nº 167, Quinta-feira, 28|12|2000 Transgênicos
.

Leia Mais:

Mais Notícias   Associe-se