Transgênicos não solucionam fome mundial, diz ONG

Colheitas transgênicas não darão um fim à fome e poderiam ameaçar o sustento de um terço dos fazendeiros do mundo, segundo um estudo divulgado hoje pela ONG ActionAid.

Segundo o relatório, os OGM (organismos geneticamente modificados), apesar de aliviar a situação, podem aumentar a insegurança em relação aos alimentos, o que elevaria o número de pessoas famintas.

O diretor da ActionAid, Matthew Lockwood, afirma que os transgênicos não são a solução para a fome. "O que as pessoas pobres realmente precisam é acesso a terra, água, rodovias para levar suas colheitas ao mercado, educação e planos de crédito", disse.

O estudo também indica que a nova tecnologia pode levar os agricultores a adquirirem dívidas, tornando-os mais dependentes de sementes e produtos químicos caros.

A ONG afirma que a tecnologia desenvolvida pelas quatro maiores empresas do ramos --Monsanto, Syngenta, Bayer CropScience e DuPont-- são feitas para corporações agrícolas, e não pequenos fazendeiros que caracterizam o
panorama rural de países em desenvolvimento.

Esses fazendeiros, ao adquirirem as sementes das multinacionais, não podem trocá-las ou guardá-las de uma safra a outra. Tampouco há evidências de que as colheitas transgênicas rendam mais com menos fertilizantes, afirma a ActionAid.

fonte: Folha Online em 27/05/2003 - 18h06m

peso

Leia Mais:

Mais Notícias   Associe-se