Monsanto negocia desconto do royalty da semente oficial


Agricultor que plantar variedade certificada poderá pagar taxa tecnológica menor. A Monsanto e os sementeiros podem se unir para combater a pirataria de sementes transgênicas de soja no Brasil. A Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem) negocia a redução do pagamento de royalties para os agricultores que apresentarem a nota fiscal de compra de sementes certificadas. A proposta teria partido da própria Monsanto. Atualmente, a taxa tecnológica será de 1% na safra 2004/05, que acaba de ser colhida, e sobe para 2% em 2005/06. "Queremos incentivar o uso de semente certificada porque ela financia a pesquisa, o melhoramento genético e evita a disseminação de outras doenças", diz Iwao Miyamoto, presidente da Abrasem. Ele confirma que a negociação com a Monsanto está em curso. "Não sabemos de quanto poderá ser o desconto nos royalties, mas entendemos que sem ele a pirataria vai predominar no Brasil e isso será ruim para todos", diz. Para a safra 2005/06, que começa a ser plantada em outubro, a oferta de sementes oficiais seria suficiente para o plantio de 25% a 30% da área cultivada com soja no Brasil.

fonte: Gazeta Mercantil em 25/5/2005

Leia Mais:

Mais Notícias   Associe-se