Metas Iniciativa pela proibição do glifosato na UE reuniu 1.3 milhões de assinaturas

Iniciativa pela proibição do glifosato na UE reuniu 1.3 milhões de assinaturas

A Iniciativa de Cidadania Europeia contra o glifosato foi a mais rápida desde que se criou este mecanismo de participação, alcançando o objetivo em apenas cinco meses.

Em toda a União Europeia, 1.320.517 pessoas assinaram a Iniciativa de Cidadania Europeia que pede a proibição do herbicida glifosato e exige também que o processo europeu de autorização de pesticidas seja profundamente melhorado e ainda que se estabeleçam metas obrigatórias para a redução do uso de pesticidas na União Europeia.

Segundo a Plataforma Transgénicos Fora, quase 10 mil portugueses assinaram a iniciativa. A Comissão Europeia é agora obrigada a responder às três solicitações dos peticionários, propondo medidas concretas, acrescenta o comunicado(link is external). Com a entrega das assinaturas no dia 3 de julho, os promotores querem que Bruxelas responda às preocupações dos signatários antes que seja tomada uma decisão final sobre o prolongamento da autorização para o uso do glifosato na UE.

“A Comissão pretende reautorizar por mais 10 anos um herbicida que causa cancro em animais de laboratório, para além de induzir desregulação hormonal e malformações congénitas. O lucro privado não justifica o desprezo pela saúde pública e a ECI obriga Bruxelas a encarar os factos: os europeus não querem pesticidas em geral, nem o glifosato em particular”, afirmou o agrónomo Jorge Ferreira, da coordenação da Plataforma.

Alcançado o número necessário para a entrega da iniciativa, o novo objetivo dos promotores é chegar aos dois milhões de assinaturas, pelo que a iniciativa ainda pode ser subscrita aqui.

Fonte:Esquerda.net em 08-07-2017

Leia Mais:

SIGA NOS