Indústrias sugerem tolerância de 1% ao milho



Acordo atenderia à demanda da criação de suínos

As indústrias gaúchas de aves e suínos querem tolerância de até 1% de transgenia para o milho devido aos riscos de contaminação cruzada com a soja. A solicitação será enviada hoje ao Ministério da Agricultura e à CTNBio. Na semana passada, os empresários pediram ao coordenador de Biossegurança do Ministério da Agricultura, Marcus Vinícius Coelho, que a proposta fosse analisada, mas ainda não haviam estabelecido o percentual de limite.

Conforme o diretor executivo do Sips, Rogério Kerber, a decisão baseou-se na legislação vigente no país. De acordo com o decreto de rotulagem, estabelecido devido ao uso de soja geneticamente modificada, o produto tem de ser rotulado quando tiver mais de 1% de ingredientes transgênicos na composição. Kerber explicou que o percentual respeita acordos firmados entre integrantes do Mercosul. Segundo o dirigente, apesar da colheita do milho ter iniciado no RS, o grão que abastece as indústrias só começa a entrar no próximo mês.

Fonte:Correio do Povo, Porto Alegre, 17/01/2006 - Rural


Leia Mais:



SIGA NOS

-->