Marina já esperava aprovação da Lei de Biossegurança no Senado

Arthur Braga, Repórter da Agência Brasil

São Paulo - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse hoje que a aprovação no Senado Federal do projeto de Lei de Biossegurança, que regulamenta o plantio, a comercialização e as pesquisas com sementes transgênicas no país, "não foi surpresa", porque havia um quadro já previsto em relação ao encaminhamento que o projeto teve nas comissões. Aprovada por 53 votos contra dois e três abstenções, a matéria volta Câmara dos Deputados para votação das emendas feitas no Senado

Segundo a ministra, na Câmara dos Deputados "é um outro processo" porque há dois substitutivos diferentes. Ela disse que o substitutivo do deputado Renildo Calheiros (PCdo B-PE), é o mais adequado para o país. E ressaltou que o Congresso é soberano para fazer o debate: "O governo debateu em tempo hábil uma proposta, mandou um projeto para o Congresso, e esse assunto está no Congresso".

Marina Silva esteve reunida hoje com ambientalistas, na capital paulista. Amanhã, ela participa da inauguração do Parque das Neblinas, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, próximo a Bertioga, no litoral Sul. A reserva tem 1,3 mil hectares e foi cedida ao Instituto Ecofuturo para o desenvolvimento de atividades como educação ambiental, ecoturismo e pesquisas sobre manejo de vegetação nativa e desenvolvimento sustentável da Mata Atlântica, entre outras.

Agência Brasil, Brasil Agora, 07/10/2004 23:15
http://www.radiobras.gov.br/materia_i_2004.php?materia=203122&editoria=&q=1

Leia Mais:

Mais Notícias   Associe-se