Mensagens do 06/02/2003

Porcos transgênicos entram na cadeia alimentar dos EUA

Quase 400 porcos usados em pesquisas de bioengenharia nos Estados Unidos teriam entrado na cadeia alimentar, após serem vendidos a um fornecedor de carne em vez de serem sacrificados.

O anúncio foi feito pelo FDA (Food and Drug Administration, órgão que regula os medicamentos e os alimentos no país), o qual afirmou que os porcos não apresentam risco à saúde da população.

Entre abril de 2001 e janeiro de 2003, pesquisadores da Universidade de Illinois entregaram 386 porcos usados em estudos de biotecnologia para um fornecedor.

"Os pesquisadores alegam que esses porcos, prole de animais transgênicos, não herdaram o material genético inserido em seus pais. Por isso, não eram transgênicos", explica o FDA. Porém, a informação não pôde ser verificada porque os pesquisadores não mantiveram dados suficientes como prova.

Os porcos faziam parte de um estudo sobre produção de proteínas nas glândulas mamárias de fêmeas. Segundo o FDA, como nenhum dos animais enviados ao abatedouro tinha idade suficiente para produzir leite, isso significaria que a carne e outros produtos derivados dos porcos não seriam maléficos a humanos.

A agência disse que continuará as investigações sobre o caso com a colaboração do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

fonte: Ciência Online, 06/02/2003 - 14h19

Leia Mais:

Mais Notícias   Associe-se