SP pouparia US$ 69 milhões com restauração de florestas da Cantareira


 

Muitas coisas essenciais e importantes não são feitas no Brasil, pois a classe política não se interessa em pensar a longo prazo. Ambientalistas brasileiros e internacionais realizaram uma extensa análise e chegaram a uma resposta impressionante: a cidade de São Paulo poderia economizar 69 milhões de dólares se restaurasse a vegetação nativa das bacias que abastecem o sistema Cantareira.

A pesquisa foi conduzida por diversos órgãos ambientalistas, como WRI Brasil e Estados Unidos, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, The Nature Conservancy (TNC), Fundação FEMSA, União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), Instituto BioAtlântica (IBio) e Natural Capital Coalition. Juntos eles concluíram que com a conservação de apenas 2% da área de drenagem do sistema Cantareira, a Sabesp faria uma imensa economia de R$ 69 milhões no tratamento de água ao longo de 30 anos.

A região do Cantareira já perdeu mais de 70% de sua floresta original, o que representa um risco para a segurança hídrica e, consequentemente para a nossa saúde. A recuperação da vegetação original diminuiria a erosão do solo, responsável pela entrada de terra e sedimentos nos rios que abastecem o sistema.

A solução para os problemas que enfrentamos há tempos, está na própria natureza, que deve ser preservada, para o nosso próprio bem. O investimento no plantio de árvores na região seria algo em torno de R$ 37 milhões, deixando um legado eterno para a cidade e nossas vidas. O estudo leva em conta o conceito de infraestrutura natural, que nada mais é do que manter a integridade dos próprios ecossistemas, aumentando assim a eficiência dos serviços oferecidos para a sociedade.

 

Fonte:Hypeness em 25-09-2018

Leia Mais:


SIGA NOS