Meio Ambiente cria projetos para reduzir quantidade de lixo orgânico


Reduzir. Reaproveitar. Reeducar. Talvez essas sejam as palavras perfeitas para descrever o projeto de construção de composteiras que está sendo colocado em prática pelas secretarias de Meio Ambiente e Educação em parceria com o Lions Clube Melvin Jones, em educandários de Venâncio Aires.

A primeira a receber a iniciativa é a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Infância Feliz, do bairro Santa Tecla. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Clóvis Schwertner, é com esse trabalho que será desenvolvido em Emeis e nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) que busca-se criar uma educação ambiental, além de tudo, despertar na criança e estudante o prazer pelo reaproveitar. Essa, segundo ele, é uma maneira de diminuir a quantidade de lixo orgânico levada para a cidade de Minas do Leão. Atualmente o volume chega a aproximadamente 13 toneladas por dia: 'Cinquenta por cento do lixo produzido no município é orgânico'.

Outra atividade que está dentro da programação de aniversário de 126 anos de Venâncio Aires é o evento que apresentará à comunidade o projeto de compostagem. A atividade ocorrerá no dia 25 de maio, a partir das 19h, na Câmara de Vereadores. Schwertner adianta que diversos modelos de composteiras serão expostos: 'Serão exemplificados modelos para quem mora em casa, apartamento, quem tem uma empresa ou um restaurante'.

Na Emei Infância Feliz, a composteira foi construída com quatro paletes doados e uma telinha que permitirá o processo de decomposição dos produtos depositados. A expectativa do secretário é de que o projeto possa auxiliar na diminuição de lixo e já ter efeitos visíveis nos próximos meses.

Desconto no IPTU
Por trás deste projeto, existe uma objetivo ainda maior do Poder Público. O secretário de Meio Ambiente, destaca que a intenção é instigar a comunidade para que a ideia de composteiras seja feita em casa e possa, em 2018, ajudar a obter descontos no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), proposta apresentada pelo prefeito Giovane Wickert ainda em período de campanha eleitoral.


PROJETO
O secretário de Meio Ambiente, Clóvis Schwertner, ainda fala da vontade de criar um projeto para quem mora em apartamentos e não tem espaço para ter uma composteira. Uma das ideias avaliadas incluir uma parceria com catadores. 'Eles irão recolher em um recipiente adequado, levarão para um espaço da Prefeitura, licenciado pelo Meio Ambiente, e retornarão a terra aos proprietários após a compostagem', explica. A iniciativa, que ainda está em fase de planejamento, deve ter um valor simbólico para quem aderir a proposta. 

Outra ideia, que ainda está no papel, é criar o projeto 'Lixo em troca de alimento' para ser desenvolvido em bairros carentes da Capital do Chimarrão, onde uma determinada quantidade de resíduos sólidos serão trocados por um quilo de alimento.



Leia Mais:




Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+