Inventário Florestal conclui levantamento em Pernambuco


A fase de coleta de dados em campo do Inventário Florestal Nacional (IFN) em Pernambuco chegou ao fim após quase seis meses. De 16 de março a 31 de agosto, três equipes percorreram 249 pontos no Estado. O trabalho incluiu a coleta de material botânico, amostras de solo e dados biofísicos das árvores, para avaliar as condições das florestas. Também foram realizadas entrevistas com moradores das proximidades das localidades pesquisadas, para saber o uso que fazem dos recursos florestais, entre outros aspectos socioambientais.

As amostras botânicas estão sendo identificadas por especialistas do Herbário Dárdano de Andrade-Lima do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Recife. O objetivo é conhecer quais as espécies existentes e sua distribuição geográfica. Já as amostras de solo estão sendo analisadas pela Fundação Norte Fluminense de Desenvolvimento Regional (Fundenor).

“Com os resultados do IFN, teremos um amplo diagnóstico das florestas pernambucanas tanto nas áreas de Caatinga quanto de Mata Atlântica”, explica a gerente executiva do Inventário Florestal Nacional, Claudia Rosa, do Serviço Florestal Brasileiro. “E essas informações poderão ser usadas para auxiliar na formulação, implementação e execução de políticas públicas de desenvolvimento, uso e conservação dos recursos florestais”, acrescenta. A previsão é que os resultados sejam divulgados em 2018.

Fonte:Datagro em  14 de Setembro de 2017


Leia Mais:



SIGA NOS

-->