Governo deve dobrar investimento na área florestal este ano

Brasília - O governo brasileiro destinou, em dois anos, cerca de R$ 27 milhões ao crédito na área florestal e deve investir quase o dobro, R$ 50 milhões, em 2005, no fomento à área. A informação foi dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje, em visita às obras da Veracel Celulose S.A, em Eunápolis, na Bahia. Segundo o presidente, o investimento vem atender a reivindicações do setor industrial de celulose, encaminhadas no início do governo, em 2003.

"Quando assumimos o governo, o setor industrial de celulose nos procurou na intenção de buscar alternativas para as suas reivindicações que se concentravam basicamente na necessidade de formulação de políticas públicas para expansão das áreas de plantio e fortalecimento institucional do setor", revelou. Hoje, explicou o presidente, o governo proporciona a expansão da base florestal por meio do cultivo de florestas com pequenos e médios produtores.

Segundo Lula, o governo oferece também programas de assistência técnica a produtores das regiões da Mata Atlântica e da caatinga. "Até o final de 2005. serão mais 15 mil produtores atendidos. Nossas ações se destinam também à ampliação da disponibilidade de linhas de financiamento, para empreendimentos florestais sustentáveis e ao aprimoramento da legislação sobre florestas plantadas. O Programa Nacional de Florestas é uma das prioridades do nosso governo. Com ele, estamos olhando não só para o dia de hoje, mas para a manutenção do nosso desenvolvimento sustentado por muito e muito tempo", afiirmou.

fonte: Agência Brasileira de Notícias em 21/01/2005

 

 

Mais notícias   Associe-se    

Rodapé