ransposição gerará renda por meio de empregos temporários, diz relatório

Segundo as previsões do governo, obra criará 5 000 postos de trabalho durante os cinco anos da obra. Isso significa 2,5% do mercado de trabalho da região, acostumado a índices de desemprego de 10% a 15%

BRASÍLIA - O relatório que analisa o impacto ambiental da transposição do rio São Francisco confirma o que o governo já dizia: o projeto gerará emprego e renda. Serão criados 5 000 postos de trabalho durante os cinco anos de duração prevista da obra. 

Estes trabalhadores temporários injetarão mais dinheiro na economia local e isso aumentará o comércio, principalmente nos 14 municípios onde serão instalados canteiros de obra e alojamentos. 

Ainda segundo o relatório, o impacto deste dinheiro pode ser ampliado se for contratada a mão-de-obra local, mas mesmo assim será pouco duradouro. 

Os 5 000 empregos representam só 2,5% da força de trabalho dos municípios locais. Na região, o nível de desemprego gira em torno de 15%. Após o término da obra, o desemprego poderá aumentar novamente.

Fonte: Portal IG em 19/09 por Vladimir Netto, repórter iG em Brasília 

 
Velho Chico     Associe-se
 

Rodapé