Revista Veja assume publicamente a defesa dos Transgênicos

 SE VOCÊ NÃO CONCORDA COM OS ABSURDOS PUBLICADOS, PARTICIPE E divULGUE!


Moção de Repúdio a revista Veja
  Minimizando o tema, e ignorando os trabalhos e estudos que inúmeros centros de pesquisa, Ongs e universidades realizam,  a revista Veja mais uma vez menosprezou a inteligência dos leitores.
  A matéria da edião de 29 de outubro de 2003 apresenta argumentos vagos que demonstram o despreparo desses "profissionais" ao dissertarem sobre o tema, subestimando aqueles que são a favor da moratória nesta fase atual.
  Com frases como "O novo assusta sempre" a matéria de capa com 12 páginas é um afronte às legitimas campanhas do movimento ambientalista e àqueles que acreditam que a questão dos transgênicos é multidisciplinar e que portanto, deve ser discutida de tal forma. Tratar os transgênicos de forma definitiva e simplória só pode empobrecer o debate.
  A matéria comete algumas analogias inconcebíveis, induzindo os leitores menos atentos ao apontar como eco-xiitas os que defendem um posicionamento mais maduro do tema.           
  "O script da peça que encenam é conhecido. Falam mal de George W. Bush, reclamam do McDonald's, deitam-se no chão e esperam ser tirados pelos policiais." (revista Veja)   
  No final deste email destacamos mais alguns trechos da matéria que ilustram o desserviço que a revista proporcionou à Sociedade. 
  Estamos bombardeando a caixa de emails da revista Veja, e publicando esta nota nas principais páginas de Ongs, Mídias Independentes, Movimentos e iniciativas que rechaçam o jornalismo que levanta a bandeira de interesses classistas em detrimento da saúde planetária:
  SE VOCÊ NÃO CONCORDA COM OS ABSURDOS PUBLICADOS, PARTICIPE E divULGUE:
  Envie um email para: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR SEU EMAIL PARA VEJA
Escreva ali seu comentário ou, se você pensa que a reportagem foi tão irracional que não mereça comentários, mande um email em branco (SEM COMENTÁRIOS).
  Confira também matéria sobre a reportagem:  www.alerta.org.br/vejatransgenicos
  Alguns trechos da matéria:
"Todo grande avanço científico, quando é bom, parece mágico num primeiro momento. Passado algum tempo, acaba sendo incorporado como prática rotineira, e ninguém consegue pensar como seria viver sem ele"
  "De um lado concentram-se os que tendem a aprovar os avanços científicos e os benefícios que trazem para a humanidade e para os fabricantes de novos produtos que saem dos laboratórios. De outro, estão os que reprovam, principalmente ambientalistas e, de maneira geral, militantes de partidos de esquerda. Não importa o que digam os cientistas independentes e a favor dos transgênicos, essa ala já decidiu que eles são um malefício- e acabou."
  "O novo assusta sempre. No caso dos transgênicos, repete-se um comportamento já observado durante toda a história da humanidade. O homem, por instinto de preservação, prefere o conforto daquilo que é conhecido ao stress que representa o embate de uma novidade."
  Ao lado da foto de confronto de ambientalistas e tropa de choque: "Militantes antiglobalização provocam a polícia: alguns líderes da esquerda ainda pensam que o mundo só será um bom lugar quando as opções nas quais eles acreditam forem impostas a todos."
  "O script da peça que encenam é conhecido. Falam mal de George W. Bush, reclamam do McDonald's, deitam-se no chão e esperam ser tirados pelos policiais. (...) Parte das pessoas protesta porque sente que o mundo está mudando e comprometendo valores que aprendeu a respeitar. Vive-se uma vida imaginando que a Terra é chata e de repente se descobre que ela é redonda."
  Essa é a razão dos jornalistas da veja ??? 
"Como se vê, leva tempo até que a razão acabe prevalecendo."
  Reportagem de capa da VEJA de 29 de outubro de 2003: Transgênicos- O Medo do Novo
Atenção para os nomes dos "jornalistas" que assinaram a matéria: Felipe Patury, Diogo Schelp e Sandra Brasil
  RATIFICAM A MOÇÃO DE REPÚDIO:(escreva o nome da sua instituição)
AHIMSA- Arca do Novo Tempo
  ALERTA - Associação Ligada à Educação e Recuperação do Planeta Terra 

 
Outros Manifestos     Associe-se