Problemas Ambientais Brasileiros

Pesquisa relasada em 1998 pela CNI/IBOPE

Confederação Nacional da Indústria
Conselho Temático Permanente de Meio Ambiente

PESQUISA CNI/IBOPE - MEIO AMBIENTE
Maio de 1998
Características da Pesquisa
Amostra: 2.000 pessoas com 16 anos ou mais, ambos os sexos, todas a regiões geográficas, tanto capital como interior, todas as faixas de renda e todos os níveis de escolaridade
Período: 08 a 13 de maio de 1998.
Instrumento: Entrevistas pessoais com utilização de questionário.

Questões pesquisadas

1. Qual destes é o principal problema ambiental no Brasil?
Destruição das florestas
Poluição das águas
Poluição do ar
Lixo urbano
Esgoto urbano
Nenhum destes/Outros
Não sabe/não opinou
35%
18%
15%
14%
13%
1%
5%


Comentários:
A destruição das florestas é considerado o principal problema ambiental no Brasil por 35% dos entrevistados. Os outros problemas receberam entre 13% e 18% das assinalações. Não existem diferenças significativas entre as faixas de idade, de grau de instrução e de renda familiar. Alguns destaques:
a) o lixo urbano é considerado o segundo principal problema para as pessoas que possuem curso superior ou acima com 24% de assinalações;
b) quase metade, 48%, dos entrevistados da Região Norte/Centro Oeste consideram a destruição das florestas o principal problema;
c) a poluição das águas é o segundo principal problema na Região Sul com 26%, enquanto que na Região Sudeste é a poluição do ar, com 18%.

 

2. Qual destas maneiras é a melhor para resolver os problemas que afetam o meio ambiente?
Aumento da fiscalização
A conscientização da população
Aumento das ações dos governos
As iniciativas das próprias empresas
Modificação da legislação
As denúncias pelas ONGs
Não sabe/não opinou
34%
30%
11%
6%
6%
2%
10%


Comentários:
O aumento da fiscalização (34%) e a conscientização da população (30%) foram consideradas as duas melhores maneiras de resolver os problemas que afetam o meio ambiente. As denúncias pelas ONGs teve assinalações baixas em todas as faixas de renda, de escolaridade, de idade e regiões, com exceção da Região Sul onde alcançou 5% dos entrevistados. A conscientização da população é considerada a melhor maneira por 46% dos entrevistados nas faixas de escolaridade colegial, superior e acima.

3. Qual destes grupos está fazendo mais pelo meio ambiente?
Os governos
As ONGs
Os consumidores
As empresas
Nenhum deles/Ninguem
Não sabe/não opinou
23%
17%
16%
10%
11%
22%


Comentários:
Os resultados gerais apontam que, pela ordem, os governos, as ONGs, os consumidores e as empresas são os grupos que estão fazendo mais pelo meio ambiente. As assinalações atribuídas aos governos caem significativamente à medida que cresce o grau de instrução, ou seja, de 28% pelos menos escolarizados para 10% para os que possuem curso superior ou acima. As ONGs ficaram em primeiro lugar nas faixas de instrução colegial (32%) e superior e acima (46%), como também nas grandes cidades (municípios com mais de 100.000 eleitores). Destaque-se também o razoável percentual de pessoas (22%) que demonstrou desconhecimento ou falta de opinião sobre quem está fazendo mais pelo meio ambiente.

 
4. Estaria disposto a pagar mais por um produto que não polui o meio ambiente?
Estaria disposto
Não estaria disposto
Não sabe/não opinou
68%
24%
8%

Comentários:
Conclui-se que em cada quatro pessoas três estariam dispostas a pagar mais por um produto que não polui o meio ambiente. Este percentual é maior ainda nos entrevistados nas faixas de idade entre 16 e 34 anos, nos que possuem curso ginasial e acima e naqueles que tem renda familiar acima de 5 salários mínimos. Nesta pergunta os homens estão mais dispostos (72%) do que as mulheres (64%) a pagarem mais por um produto que não polui o meio ambiente.
 .

Leia Mais:

Outros documentos     Associe-se