Projeto prevê que transposição do São Francisco levará mais água ao sertão

 

De acordo com os estudos de impacto ambiental realizados, com as águas transpostas será possível abastecer nos próximos 25 anos até 4,5 milhões de pessoas, sendo 2,6 milhões moradores das cidades de Fortaleza e Recife

BRASÍLIA - O projeto de transposição do Rio São Francisco inclui um conjunto de subprojetos voltados para o abastecimento humano nas regiões próximas ao novo rio.

De acordo com os estudos de impacto ambiental realizados, com as águas transpostas será possível abastecer nos próximos 25 anos até 4,5 milhões de pessoas, sendo 2,6 milhões moradores das cidades de Fortaleza e Recife. 

Nas regiões afetadas pela seca, problemas sociais como o desemprego, baixas safras e escassez de alimentos poderão ser melhor combatidos. 

Além disso, a população ficará menos expostas a doenças derivadas da falta de água e da ingestão de vírus, bactérias e paralitas de águas contaminadas

Com isso é esperada uma significativa redução dos índices de mortalidade e de internações hospitalares. 

Em última análise, isso alivia a pressão sobre os serviços de saúde, que poderão ser mais eficientes, e possibilita maiores investimentos em projetos que favoreçam a melhoria da qualidade.

Fonte: iG em 19/09 por Vladimir Netto

 
Velho Chico     Associe-se
 

Rodapé

 
   
 

 

 
->