KLABIN FATURA US$ 58 MIL COM PRIMEIRA VENDA DE CRÉDITO DE CARBONO

A Klabin iniciou a comercialização de créditos de carbono derivados de seus 32 mil hectares de florestas plantadas de eucalipto. A empresa conseguiu em torno de US$ 58 mil com a venda, no mês passado, de 14,5 mil toneladas de CO2, equivalente a pouco mais de US$ 4 por tonelada. Esses créditos são oriundos da captura de CO2 no meio ambiente pelas florestas plantadas da empresa. A venda foi feita na Chicago Climate Exchange (CCX), dos Estados Unidos, que é a bolsa internacional de intercâmbio de emissões de gases geradores de efeito estufa. As empresas podem comprar CO2, que representa créditos pela captura de carbono no ambiente por árvores ou pela redução de sua emissão via substituição de combustível. Para vender seus créditos na CCX, a Klabin apresentou à bolsa um compromisso de redução de emissões de gases de efeito estufa, tendo início como base de 1% ao ano e partir de 2003, chegando a 6%. A companhia possui um potencial de obtenção de créditos de carbono em uma proporção de 25 toneladas de CO2 por hectare anual.

Fonte: Gazeta Mercantil, 07.02.2007.


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+