Cuidado Com as Plantas Medicinais

Discussões da Rede

Cuidado Com As Plantas Medicinais

Sobre presença de agrotóxicos em plantas medicinais cultivadas sem pulverizações destes produtos, pode-se ter a seguinte explicação. Inseticidas organoclorados e organofosforados, os primeiros a serem amplamente comercializados nas décadas de 40-50-60, tem tempo de persistência no ambiente (solo e água) por vários anos.

O BHC tem persistência de 15 anos, de pelo menos 50% das moléculas do princípio ativo. O Aldrin tem persistência de 7 anos. Vários outros têm persistência de algo em torno de 5 a 10 anos. Portanto, mesmo que alguém cultive hoje plantas medicinais sem agrotóxicos, mas se no terreno plantado houve aplicação de um desses produtos nos último 5 anos, as plantas podem ter absorvido algumas moléculas residuais persistentes no solo.

Por isso a certificação orgânica, exige um prazo de no mínimo 3 anos sem aplicação de agrotóxicos na propriedade. Talvez, esse prazo ainda seja tolerante demais. Mas para produtos mais modernos (piretróides talvez),de degradação mais rápida das moléculas, isso funcione. O resultado não é tem o mesmo para organoclorados e organofosforados. Espero ter esclarecido os interessados, embora com receio de algumas imprecisões nas informações.

Uma abraço,

Evandro Nascimento



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais.

Siga-nos Twiiter rss Facebook "Whatsapp 88 99700 9062" Google+