"Fronteira Invisível", um documentário a não perder sobre o problema dos biocombustíveis


"Fronteira Invisível" é o testemunho fidedigno de comunidades encurraladas no meio da guerra mais longa do mundo, em que a febre da corrida ao óleo de palma para a produção de biocombustíveis “verdes” desalojou agricultores e grupos indígenas, destruiu habitats naturais e concentrou as terras nas mãos das empresas.

Fronteira Invisível dá voz a essas comunidades, ao mesmo tempo que denuncia as armadilhas das políticas atuais de incentivo aos biocombustíveis.

Na Colômbia, o governo assinou um acordo de paz com o grupo rebelde FARC, que pôs fim a 60 anos de conflito armado. Uma guerra que deslocou mais pessoas do que toda a população da Dinamarca. Enquanto isso, o governo planeia continuar a plantar palmeiras para abastecer a Colômbia e a Europa com "biodiesel". A paz devolverá a terra aos seus verdadeiros proprietários ou simplesmente a irá entregar ao Grande Agronegócio?

No dia 11 de outubro, vai decorrer em Coimbra uma sessão em que vai ser visualizado este documentário, sendo comentado por Nuno Forner da Associação Zero.
ParaDocma, de PARADigma, de DOCumentário e de DOgMA, é uma iniciativa que reúne vários grupos e organizações locais, um Ciclo de Cinema que dinamiza a cidade de Coimbra com o objetivo de promover o “estudo da casa”, neste caso, de criar diálogo sobre temas ecológicos prementes em diversos espaços da cidade. É um evento itinerante porque pretende divulgar os espaços associativos e os espaços públicos da cidade junto da população e, assim, conhecer os recursos materiais e imateriais locais existentes.

Esta será a primeira sessão da segunda edição do ParaDocma e terá lugar na Casa da Esquina pelas 18h30, sendo uma iniciativa organizada conjuntamente entre a Casa da Esquina, a associação Coimbra em Transição (CeT), o Cine Eco Seia e a Oficina de Ecologia e Sociedade do Centro de Estudos Sociais da UC, em colaboração com outras organizações locais.

Fronteira Invisível
11 de outubro de 2018, 18h30
Casa da Esquina (Coimbra)

 

Fonte:Uniplante em 09-10-2018


Leia Mais:

SIGA NOS