Conceito de equivalência entre países facilitará comércio exterior dos produtos orgânicos

Markus Arbens, Diretor Executivo do Ifoam em entrevista exclusiva para o OrganicsNet responde a questão do papel do Ifoam frente ao novo marco regulador brasileiro para os produtos orgânicos. “Ifoam direciona suas atividades a coordenação de leis, buscando o reconhecimento dos padrões entre os países”.

Arbens esperam que, em relação às importações de produtos orgânicos, o governo brasileiro leve em consideração o conceito de equivalência e indicou que para facilitar a entrada dos produtos orgânicos brasileiros, em Europa, Brasil deverá aceitar os regulamentos da Comunidade Européia, dos EUA e dos países latinos. Para facilitar o processo e ajudar ao governo Brasileiro o Ifoam possui um grupo de ferramentas.

O Diretor Executivo do Ifoam citou o Projeto Goma, do qual participa o Ifoam e várias outras organizações internacionais como a UNCTAD, que permitem aos governos coordenar as atividades e facilitar o comércio exterior dos produtos orgânicos.A entrevista foi em inglês, mas no vídeo constam as legendas em português.

 

Vídeos
Outros Vídeos     Associe-se
 
   
 

  

 
->