Produção de biomassa contribui para diminuição de problemas sociais, diz especialista

“A América Latina e a África são, de fato, as duas regiões com maior disponibilidade de terra e potencial para aumentar o rendimento da produção de alimentos e bioenergia”, disse Helen Watson, da University of Kwazulu-Natal, África do Sul.

Para ela, viabilizar esse aumento depende de planos de financiamento e comercialização.

A pesquisadora também diz que a América Latina, em especial, tem produzido mais alimentos do que precisa e essa é uma tendência.

Mas, por outro lado, o que se vê são apenas oportunidades para a produção de biomassa e bioprodutos, sem que haja significativo aumento na exportação.

“A produção de bioenergia pode contribuir muito em vários aspectos, como no processo de geração de emprego”, observou Watson.

Mas, não é só isso – ela também cita a questão sustentável, especialmente para a preservação do solo, cuidados com a água e acesso à energia.

“A produção moderna de biomassa pode contribuir para a diminuição de vários problemas sociais. Os resíduos agrícolas podem ser usados para abastecer pequenas centrais elétricas, fora do sistema de distribuição de energia”, disse.

“E os resíduos domésticos poderiam ser usados para a produção de biogás e eletricidade”, completou Watson.

Ruhiza Broto é o diretor da FAO/ONU para recursos hídricos e compartilha da ideia.

“A América Latina, particularmente o Brasil, provou o potencial de bioenergia que tem para contribuir para matriz energética de um país”, avaliou.

Fonte:USP (Universidade de São Paulo) em 12-02-18

Leia Mais:

SIGA NOS