IMG-LOGO

IMG


MT: estudo avalia produção de biodiesel de girassol
Existem diversas vantagens que leva o girassol à ser uma cultura bem mais viável que a soja para produção de biodiesel
Imagem créditos: Marcel Oliveira
Por: Cenário MT
Publicado em 30/01/2020 às 15:02h.
344 acessos

A temática dos biocombustíveis, em especial o biodiesel, não é nova no Brasil. Também é indiscutível que o Brasil possui uma matriz agroenergética gigantesca, com diversas opções de culturas que podem ser utilizadas na produção deste tipo de combustível em todo o país. No entanto, a novidade desta obra está na proposta de uma possível inserção do girassol como uma alternativa viável do ponto de vista econômico, social e ambiental para a produção de biodiesel em Mato Grosso. É pensando nisto que escolhemos estudar a cidade de Campo Novo do Parecis, que dista aproximadamente 391 km da capital Cuiabá, onde atualmente se concentra a maior produção de girassol do Brasil.

Assim, o estudo que norteou esta obra buscou primeiramente levantar os principais dados pertinentes a produção de biodiesel e de girassol a níveis mundial, nacional e regional e esboçar o cenário da atual produção vislumbrando a importância destes para a economia de Mato Grosso. Como a produção de milho em Campo Novo do Parecis é uma das que competem de forma direta com a produção de girassol na cidade, optou-se por realizar também um breve levantamento da produção de milho safrinha em Campo Novo do Parecis, para assim encontrar os motivos pelos quais os produtores agrícolas estão substituindo o plantio de milho safrinha por girassol na entre safra da soja no município.

Depois se estudou a importância da diversificação no sistema produtivo agrícola, através da rotação e sucessão de culturas e seus reflexos no crescimento e desenvolvimento econômico de Campo Novo do Parecis.

Por fim, esta obra contemplou a discussão dos principais direcionadores de competitividade comparando as culturas da soja e do girassol para identificar quais das culturas propostas está sendo mais vantajosa, do ponto de vista econômico, social e ambiental para os produtores rurais da região. É na identificação destas vantagens que trabalhamos a possibilidade de inserção do girassol como uma alternativa viável, no que se refere aos aspectos socioeconômico e ambiental, para a produção de biodiesel em Mato Grosso.

Desta forma, conseguimos verificar que existem diversas vantagens que leva o girassol à ser uma cultura bem mais viável que a soja para produção de biodiesel, e foi possível compreender os motivos pelos quais ainda não se produz biodiesel a base de girassol em Mato Grosso.

Algo interessante, haja vista a produção de girassol estar trazendo um crescimento e desenvolvimento endógeno para o município de Campo Novo do Parecis. O estudo pode ser conferido aqui.
https://f3286f62-e14d-4952-ad27-eac5c2feb473.usrfiles.com/ugd/f3286f_1f8bff8af91947199d0eab7835f223d6.pdf


Leia Mais: