Cresce geração de energia com biogás no País


A produção de energia elétrica no Brasil a partir do biogás (feito de resíduos orgânicos) no ano passado foi 14% superior à geração em 2016. As 35 usinas que aproveitam rejeitos urbanos, da pecuária e da agroindústria no País alcançaram a marca de 135,279 MW médios entregues ao longo de 2017, informa a Associação Brasileira de Biogás e Biometano (ABiogás).

O volume significa uma geração de 1.065,5 MWh por ano. Considerando a média per capita de consumo de energia em 2016, que foi de 2,266 MWh por habitante, a atual capacidade instalada de biogás poderia alimentar uma cidade de quase 470 mil pessoas. Mesmo com a evolução, o presidente da ABiogás, Alessandro Gardemann, afirma que, hoje, menos de 1% do potencial do biogás é aproveitado no Brasil.

O dirigente destaca que muitos resíduos da agroindústria, do segmento alimentício, da cadeia da cana-de-açúcar, dejetos de suínos ou bovinos ainda não são usados para essa finalidade. Segundo dados da ABiogás, o País deixa de gerar 115 mil GWh de energia com o não aproveitamento do potencial disponível para geração de biogás, o que corresponderia a 25% de toda energia consumida em 2016.

Gardemann frisa que o biogás começa a ser mais reconhecido como uma alternativa para a geração de energia e que, pela primeira vez, está dentro do planejamento de longo prazo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), que é vinculada ao Ministério de Minas e Energia. O dirigente também vê várias oportunidades dentro do campo da geração distribuída (produção de eletricidade no local de consumo). Além disso, o biogás pode ser purificado, transformando-se em biometano, e aproveitado em outros mercados, como o automotivo, sendo usado como combustível substituto ao Gás Natural Veicular (GNV).

Para 2019, Gardemann adianta que a expectativa é de que o Brasil atinja uma capacidade de aproximadamente 500 mil metros cúbicos ao dia de biometano. A título de comparação, o Rio Grande do Sul tem hoje uma demanda de cerca de 2 milhões de metros cúbicos de gás natural convencional. "Chegou a hora de o biogás crescer exponencialmente, de maneira rápida", diz o presidente da ABiogás. Além de ser uma solução ambientalmente correta para rejeitos orgânicos, Gardemann comenta que o biogás e o biometano podem ser complementares ao gás natural tradicional, pois podem chegar a locais que, no momento, não são atendidos pelas redes de gasodutos já instaladas.


Leia Mais:



SIGA NOS

-->