Projeto do biogás tem 60% da rede coletora instalada

<p>Após nove anos de estudos e pesquisas, agora o projeto do arranjo técnico e comercial de geração distribuída de energia elétrica a partir do biogás de biomassa residual da suinocultura em propriedades rurais do município de Entre Rios do Oeste ganha cada vez mais forma fora do papel.</p>
<p>O projeto desenvolvido pela Fundação Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás), Companhia Paranaense de Energia (Copel) e Prefeitura de Entre Rios do Oeste está com 60% da rede coletora de biogás instalada nas 19 propriedades rurais participantes do projeto. “Até o fim de dezembro a instalação das tubulações deverá ser concluída para, em janeiro, realizarmos os ajustes necessários e a parte de construção civil”, explica o engenheiro ambiental e responsável técnico pelo projeto, Luís Thiago Lucio.</p>
<p>A Mini Central Termelétrica a Biogás terá potência instalada de 480 quilowatt, energia que será destinada aos prédios públicos municipais. “Será criada uma associação e um consórcio de energia que envolverá todos os prédios públicos municipais para a compensação. Por meio da associação, o consórcio fará o pagamento do produtor pelo biogás produzido em sua propriedade”, menciona Lucio.</p>
<p>Todas as propriedades, explica ele, são ligadas à rede coletora e o biogás produzido é transportado à mini central por meio da rede. “A partir de março iniciaremos o processo de comissionamento de todo o projeto, que consiste na avaliação e testes de funcionamento de todos os aparatos e equipamentos na propriedades, da rede, que tem uma série de válvulas e dispositivos de transição e manobra de gás, bem como na central”, comenta.</p>
<p>Segundo ele, são necessários seis meses para fazer o comissionamento e operação assistida e quando identificada a segurança em cada etapa do processo, a operação será iniciada. “Isso tudo para garantir que tenhamos segurança para que a central trabalhe de forma firme gerando energia de qualidade para os prédios públicos municipais”, enaltece Lucio.</p>
<p>&nbsp;</p>
<p><img data-attachment-id="88709" data-permalink="https://www.opresente.com.br/municipios/projeto-do-biogas-tem-60-da-rede-coletora-instalada/attachment/luis-thiago-lucio/" data-orig-file="https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio.jpg" data-orig-size="933,1400" data-comments-opened="0" data-image-meta="{&quot;aperture&quot;:&quot;9&quot;,&quot;credit&quot;:&quot;&quot;,&quot;camera&quot;:&quot;Canon EOS Rebel T6i&quot;,&quot;caption&quot;:&quot;&quot;,&quot;created_timestamp&quot;:&quot;1536854229&quot;,&quot;copyright&quot;:&quot;&quot;,&quot;focal_length&quot;:&quot;46&quot;,&quot;iso&quot;:&quot;100&quot;,&quot;shutter_speed&quot;:&quot;0.004&quot;,&quot;title&quot;:&quot;&quot;,&quot;orientation&quot;:&quot;1&quot;}" data-image-title="Luís Thiago Lucio" data-image-description="" data-medium-file="https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-200x300.jpg" data-large-file="https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-682x1024.jpg" class="alignnone wp-image-88709" src="https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-200x300.jpg" alt="" width="753" height="1130" srcset="https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-200x300.jpg 200w, https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-768x1152.jpg 768w, https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-682x1024.jpg 682w, https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-300x450.jpg 300w, https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio-600x900.jpg 600w, https://www.opresente.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Luís-Thiago-Lucio.jpg 933w" sizes="(max-width: 753px) 100vw, 753px" /></p>
<p><em>Responsável técnico pelo projeto de geração distribuída de energia elétrica a partir do biogás, Luís Thiago Lucio: “A partir de março iniciaremos o processo de comissionamento de todo o projeto, que consiste na avaliação e testes de funcionamento de todos os aparatos e equipamentos nas propriedades, da rede, que tem uma série de válvulas e dispositivos de transição e manobra de gás, bem como na central”</em></p>
<p>&nbsp;</p>

Fonte:O presente em 26-11-2018


Etiquetas (Categorias - tags)

Leia Mais:



SIGA-NOS

TwiiterfeedFacebook"Whatsapp 88 9700 9062"pinterestlinkedinInstagramYoutube