Adervan Fernandes Sousa. Indicadores de sustentabilidade em Sistemas agroecológicos por agricultores familiares do Semi-Árido cearense. 01/08/2006

1v. 93p. Mestrado. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - AGRONOMIA (SOLOS E NUTRIÇÃO DE PLANTAS)
Orientador(es): Teógenes Senna de Oliveira
Biblioteca Depositaria: Ciência e Tecnologia
Email do autor:
Palavras - chave:
1. Agroecologia 2. Agricultura familiar 3. Qualidade do solo
Área(s) do conhecimento:
AGRONOMIA
Banca examinadora:
Irene Maria Cardoso
Linha(s) de pesquisa:
Dinâmica do solo e da água associada ao manejo do solo  Avaliar a dinâmica dos atributos físicos, químicos e biológicos em sistemas agrícolas, seus reflexos na produção agrícola e alternativas de manejo racional do solo e da água no semi-árido nordestino.
Agência(s) financiadora(s) do discente ou autor tese/dissertação:
  CNPq
Idioma(s):
Português
Dependência administrativa
  Federal
Resumo tese/dissertação:

Para avaliar a percepção dos/as agricultores/as quanto às mudanças em seus sistemas de produção e alguns indicadores destas, o presente trabalho foi desenvolvido com agricultores/as adotantes de sistemas de produção de algodão em bases agroecológicas no semi-árido cearense. A proposta de produção do algodoeiro nas bases comentadas tem a efetiva participação dos/as agricultores/as em todo o processo e busca a sustentabilidade ecológica dos sistemas, por meio de práticas que mantenham ou recuperem as fertilidades física, química e biológica do solo. A identificação de indicadores foi feita atravé do diagnóstico participativo envolvendo agricultores dos municípios de Tauá, Choró e Massapê. Os indicadores selecionados foram os de qualidade química: carbono orgânico total (COT), taxa de estratificação do COT, teores médios de íons Ca, Mg e K trocáveis, fósforo (P) disponível, capacidade de troca catiônica (CTC) e valores de pH do solo; os de qualidade física: densidade do solo, macro e microporosidade e retenção de umidade; e os de qualidade biológica: diversidade, abundância, riqueza, índices de Shannon e de Pielou da fauna epigeíca do solo. Para testá-los, foram avaliadas quatro áreas a saber: duas sob sistema de produção em bases agroecológicas pertencentes aos agricultores José Eduardo Sobrinho (JESA) e Raimundo Valentim de Sousa (RVSA) e duas outras áreas, sendo uma sob vegetação natural (JESN) e outra sob cultivo tradicional (RVST), também dos mesmos agricultores citados e na seqüência respectiva. Essas áreas estão localizadas no município de Tauá - CE. Com os resultados obtidos, concluiu que os/as agricultores/as que adotam os sistemas de produção em bases agroecológicas são capazes de identificar indicadores de sustentabilidade em suas áreas nos diferentes aspectos considerados no contexto de sustentabilidade - solo (ambiental), social e econômico, e que as qualidades química, física e biológica do solo da área JESA foram superiores as da área JESN. Por outro lado, as qualidades química, física e biológica das áreas RVSA e RVST, foram semelhantes.

Banco

Orgânico

 

Página Anterior     Associe-se

rodapé