Dinâmica da População de Nematóides em Quatro Ecossistemas de uma Unidade de Produção Agroecológica

Adriana França Figueira* .. 01/02/2002

RESUMO

Foram estudadas as comunidades de nematóides do solo em quatro diferentes sistemas de manejo do solo no Sistema Integrado de Produção Agroecológica (SIPA), convênio entre EMBRAPA-Agrobioloia/UFRRJ/PESAGRO: pasto, capoeira, figo (Ficus carica L) com grama batatais(Paspalum notatum) e horta em rotação com milho (Zea mays). As amostras de solo foram coletadas a cada quatro meses durante um ano, com três repetições para cada coleta. A comunidade de nematóides foi descrita de acordo com os seguintes parâmetros: riqueza de famílias, índices de Shannon-Weaner , Simpson, Pielou, índice de diversidade trófica (T) e dominância trófica (Ig). O delineamento utilizado foi o inteiramente casualisado em esquema fatorial. Foi feita a análise da variância para os índices descritores da comunidade de nematóides pelo programa Sisvar com aplicação do teste de Tukey a 5% de probabilidade. Em geral os fitoparasitas e bacteriófagos dominaram as comunidades de nematóides em todos as áreas. Os onívoros ocorreram em menor abundância em todos os sistemas. O sistema Pasto apresentou maior diversidade de nematóides ao nível taxonômico de famílias. O sistema Capoeira apresentou valores de diversidade sempre baixos, foram constantes ao longo das coletas indicando uma condição de maior estabilidade. Perturbações do ambiente, como o uso de práticas culturais, levam a uma oscilação da equitabilidade de famílias da nematofauna. A ação antrópica modifica a distribuição trófica em benefício dos nematóides bacteriófagos, normalmente associados a uma maior taxa de decomposição da matéria orgânica. Nematóides fitoparasitas e bacteriófagos são dominantes em todos os sistemas estudados o que sugere uma densidade radicular elevada no primeiro caso (pasto principalmente) e alta taxa de mineralização (horta). A distribuição relativa de grupos tróficos de nematóides do solo confirmou ser uma eficiente forma de determinar o nível de perturbação e/ou estabilidade de um ecossistema.

*1v. 62p. Mestrado. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - AGRONOMIA (CIÊNCIAS DO SOLO). Orientador(es): Ricardo Luis Louro Berbara

Banco

Orgânico

 

Nó do Ramo     Associe-se

rodapé