Monitoramento dos Teores de Nitratos e Amônio no Solo e em Hortaliças produzidas sob manejo orgânico

Resumo de Dissertação

Dissertação Defendida por: Ricardo Miranda Braga

Local da Defesa: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ - Seropédica, Rio de Janeiro

Ano da defesa: Agosto de 1997

Referência Bibliografica: BRAGA, R.M.. 1997. Rio de Janeiro, Universidade Federal Rural do Rio de janeiro, UFRRJ, 1997

Título: MONITORAMENTO DOS TEORES DE NITRATO E AMÔNIO NO SOLO E EM HORTALIÇAS PRODUZIDAS SOB MANEJO ORGÂNICO


RESUMO

O trabalho foi conduzido entre janeiro e outubro de 1996 no Sistema Integrado de Produção Agroecológica - SIPA, Seropédica, Rio de Janeiro em 900 m2, subdivididos em três sub-áreas cultivadas com várias seqüências de 5 espécies de hortaliças. Determinou-se os teores de N-NO-3 e N-NH+4 no solo e de N-NO-3 e N-NO-2 nas partes comestíveis de couve, alface, espinafre, repolho e cenoura. Foi feita uma comparação entre os teores des N-NO-3 e N-NO-2 em hortaliças provenientes da CEASA-RJ. Observou-se uma predominância de N-NH+4 em relação a N-NO-3 no solo durante todo o período. Os teores de N-NO-3 no solo, embora baixos, aumentaram toda vez que operações como preparo do solo e levantamento de canteiros foram efetuadas. Os teores de N-NO-3 e N-NO-2 nas partes comestíveis das hortaliças provenientes do SIPA foram menores do que naquelas provenientes da CEASA, com exceção da cenoura onde não houve diferenças. Em geral, esses teores foram baixos em relação aos encontrados na literatura. Foi estimado que a quantidade de NO-3 ingerida por um indivíduo de 60 kg com o consumo de 100 g de hortaliças provenientes do SIPA, estaria entre 4,0 e 15,5% do total diário permitido segundo a Organização Mundial de Saúde. No caso das olerícolas da CEASA, esses valores estariam entre 11,7 e 40,0 %.

GENERAL ABSTRACT


Soil N-NO-3 and N-NH+4, and N-NO-3 and N-NO-2 in kale, cabbage, spinach, lettuce and carrots cultivated organically at "Sistema Integrado de Produção Agroecológica" (SIPA), Seropédica, Rio de Janeiro, Brazil were determined from January to October 1996. A comparison of N-NO-3 and N-NO-2 in the organic vegetables produced at SIPA and vegetables purchased in the conventional market was also done. Soil N-NH+4 was higher than N-NO-3 during all experimental period. Soil N-NO-3 levels tended to be low, but increases were observed each time tillage was done or beds were risen prior to planting. Levels of N-NO-3 and N-NO-2 in fresh edible parts of the conventional vegetables, exception for carrots, were higher than the levels found in the organic vegetables. Considering the acceptable daily intake levels of of nitrates recommended by the World Health Organization, the consumption of 100 g of fresh vegetables by a 60 kg adult human would correspond to 4,0 to 15,5% of the acceptable daily intake for the organic vegetables, whereas for the conventional vegetables this values would range from 11,7 to 40%

Nó do Ramo Associe-se