Controle biológico de formigas cortadeiras com Penicilium sp obtido da casca de laranja em decomposição.


Silvana dos Santos Moreira
Instituto Federal do Paraná - Campus Irati
Vander Talacz
Instituto Federal do Paraná

Resumo

As formigas do gênero Acromyrmex estão presentes na maioria dos ecossistemas naturais do continente americano, proliferando nos sistemas agrícolas e florestais. Seu controle tem sido realizado com uso indiscriminado de agrotóxicos incompatíveis com a agroecologia. O objetivo do trabalho foi avaliar a eficácia da calda microbiológica em diferentes doses na redução de ninhos. O local utilizado foi uma área de campo do Instituto Federal do Paraná Câmpus Irati que tem 33 mil metros. Foram demarcados quinze ninhos de formigas do gênero Acromyrmex conhecidas como quenquém. Os tratamentos foram compostos com laranja em decomposição com fungo Penicillium sp sendo maceradas em um recipiente de dez litros em calda pura e diluídas com água de chuva em porcentagens de 0%, 25%, 50%, 75%, 100% e deixadas nestas porcentagens para fermentação pelo prazo de dez dias e armazenadas em baldes de plásticos aberto. A aplicação de 3,3 litros dos tratamentos foi realizada através de sorteio dos formigueiros, com diâmetros variados (40 cm a 90 cm), após a aplicação avaliaram-se o nível de forrageamento, e a eliminação total em porcentagem dos formigueiros a cada doze horas dentro de três dias. Todos os tratamentos reduziram a atividade de forrageamento sofrendo desde perturbações até a eliminação total do forrageamento. A maior eficiência foi na aplicação da calda diluída em 25% de calda pura e 75% de água de chuva na qual eliminou 100% dos formigueiros dos diâmetros de 40 cm a 60 cm.

 

Texto completo em


Leia Mais:



SIGA NOS

-->