Produção de Beterrabas Semeadas Segundo o Calendário Astronômico Agrícola

SCHWENGBER, José Ernani¹ ; CUSTODIO, Tiago² ; MALTZAHN, Latóia E.³ ; MORAES, Roger T. de* ; ZANATTA, Thobias* ; PEREIRA, Caroline V.* .

 

¹ Eng. Agr. Pesquisador Embrapa, [email protected];² Mestrando - Universidade Federal de Pelotas, [email protected]; ³Técnica Agícola, [email protected]; * Estudantes de Agronomia – Universidade Federal de Pelotas, [email protected] [email protected]; * Ecóloga,[email protected]

 

Resumo

O calendário astronômico agrícola é uma ferramenta utilizada pelo movimento biodinâmico internacional. Baseado na astronomia, envolve a relação direta da influência dos ritmos cósmicos na agricultura. Com o objetivo de conhecer o efeito do ritmo sideral da lua sobre diferentes datas de semeadura, semeou-se a cultura da beterraba durante os períodos recomendados para fruto, flor, folha e raiz na Estação Experimental Cascata – Embrapa Clima Temperado, entre 27/09 e 28/10 de 2012. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, constituídos por quatro épocas de semeadura (blocos), quatro datas de semeadura (raiz, folha, flor, fruto) e quatro repetições para cada data. As parcelas foram constituídas de canteiros com 0,2 m de altura e 1 m² de área útil, constituída por quatro linhas de cultivo. A colheita e avaliação foram feitas aos 95 dias da semeadura. Não se observou diferenças entre as variáveis analisadas para as semeaduras segundo o ritmo sideral, no entanto, para as variáveis de peso (comercial e não comercial) houve diferença entre os blocos, significando que diferentes épocas de semeadura influenciam a produtividade.

Documento Completo

Fonte:Cadernos de Agroecologia – ISSN 2236-7934 – Vol 8, No. 2, Nov 2013 (Resumos do VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia – Porto Alegre/RS – 25 a 28/11/2013)

[Banco de Dados]

Orgânico

Banco Central     Associe-se

Rodapé