Agricultura Orgânica e alguns quetais…



Por João Antonio Pagliosa

A produção de alimentos orgânicos sempre será interessante, e claro, economicamente viável ao produtor rural. O sobre preço de seu produto é atrativo e recompensador. Por outro lado, a satisfação de produzir coisa boa, encanta…

Nossos agricultores precisam produzir mais alimentos orgânicos!

Nossos pequenos agricultores precisam agregar valor a seus produtos, se quiserem ampliar sua margem de lucro, e eles sabem que os consumidores reconhecem a melhor qualidade desses alimentos. Todos desejam comer uma comida saudável, e principalmente, livre de agrotóxicos.

E todos querem fruta com sabor intenso da fruta… Tomate com sabor de tomate… Mamão com sabor de mamão… Agricultores precisam se empenhar em devolver o sabor intenso de algumas frutas e verduras.

Considero que a agricultura orgânica tem tudo a ver com isso.

Mas, isso exige profissionalismo qualificado. Haja vista, que esta forma de agricultura preserva algumas ideias e práticas simples, que nos remete a volta às origens, e sustenta-se essencialmente no respeito as pessoas e ao meio ambiente. Melhora o padrão de vida do produtor rural (o que não é pouca coisa), e garante alimentos saudáveis e mais saborosos ao cliente final.

Óbvio que este tipo de agricultura é um pouco mais trabalhosa e pacienciosa que o sistema convencional pois exige atenção redobrada do produtor na observação de todos os estágios de sua lavoura, porque é imprescindível evitar contaminação ambiental.  É preciso vigilância!

O controle de pragas e doenças é feito através de produtos naturais, os quais são autorizados pelas unidades certificadoras de orgânicos. É preciso muito cuidado para evitar contaminação ambiental presente em todos os cantos, já que seus vizinhos usam os pesticidas tradicionais como rotina laboral.

Este é, sem sombra de dúvidas, o maior desafio dos agricultores orgânicos. E quando não se conseguem evitar a contaminação ambiental, o agricultor perde a possibilidade de vender seu produto como orgânico.

E considero assaz importante o uso de fertilizantes orgânicos, e sou um fã do húmus de minhoca, um produto extraordinário para a agricultura e de fácil preparo/obtenção. Claro que a compostagem de restos de produtos orgânicos também é interessante.

Recuperar a fertilidade do solo agrícola deve ser regra para todo agricultor sério e responsável!

E embora haja muita divergência de opinião entre cientistas e estudiosos, os transgênicos decididamente NÃO fazem mal a saúde das pessoas, e isso está comprovado em mais de 900 estudos sobre alimentos transgênicos que um renomado grupo de pesquisadores norte-americanos divulgou em 17 de maio de 2016.

De Curitiba, 07 de junho de 2017.

Engenheiro Agrônomo pela UFRRJ, em 1972.

www.palestrantejoaopagliosa.blogspot.com.br


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+